As metragens mínimas para sala, quarto, cozinha e banheiro

Última atualização em Dom, 19 de Fevereiro de 2017 22:53 Escrito por Eliana Blaschi Dom, 19 de Fevereiro de 2017 13:40

Imprimir

Por Texto Marcel Verrumo | Ilustrações Alice Campoy

Circulação: especialistas apontam as metragens mínimas para garantir a melhor distribuição e a passagem sem esbarrões

Quem nunca se viu espremido entre a mesa e a cadeira para outra pessoa conseguir passar atrás? Essa é uma das situações mais emblemáticas do mau dimensionamento de ambientes e dos itens que os compõem. Mas pode-se escapar do problema: antes de montar a casa, saque a fita métrica, meça móveise paredes e se certifique de que restará espaço para transitar. “É preciso criatividade, pois as moradias estão cada vez menores”, diz a arquiteta Elisa Gontijo. Assim, não há como seguir à risca a ergonomia ideal apontada em livros de arquitetura, e as metragens variam de acordo com as particularidades. “Porém, existem distâncias mínimas a serem praticadas”, enfatiza o designer de interiores Roberto Negrete. Para que você saiba como pôr em ordem os cantos mais apertados, montamos layouts de quatro cômodos, tomando como base móveis e eletrodomésticos de tamanho padrão e respeitando o mínimo exigido de área livre. Atenção: as ilustrações mostram portas de 80 cm de largura, pois essa medida permite a passagem de cadeirantes. Mas, em imóveis prontos, geralmente as passagens são menores: 70 cm em quartos e 60 cm em banheiros.

 

Disposição eficiente nas salas de estar e jantar

 

 

Cozinha: a área de trabalho determina os intervalos

 

O quarto pede corredores de 60 cm

 

Banheiro pequenino, porém funcional

Fontes de consulta: arquitetos Elisa Gontijo e Roberto Negrete

livro Las Dimensiones Humanas en los Espacios Interiores, de Julius Panero e Martín